História

História

A ilha Piraquê é uma de diversas ilhas brasileiras que levam esse nome e está na Zona Sul do Rio de Janeiro, no local conhecido anteriormente como Laguna de Capôpenypau, depois de Sapopemba, Amorim e, finalmente, Lagoa Rodrigo de Freitas. A separação da ilha da margem da Lagoa se dava por um estreito braço no estuário do rio dos Macacos – antigo rio Piraquê.  Apesar de sempre ter se destacado pela beleza de suas águas, o local já apresentava, naquela época, sinais de estagnação em função de assoreamentos. A ilha do Piraquê aflorou provavelmente do assoreamento que se formou na foz do rio dos Macacos.

A Lagoa era aberta para o mar até que as restingas de Ipanema e Leblon fecharam a entrada, prejudicando sua auto-limpeza. Em 1922, com o objetivo de “sanear e embelezar a Capital para as festas do Centenário da Independência”, foi aberto um canal religando a Lagoa ao mar. Logo acoteceram outras obras de terraplanagem que modificaram a forma original do seu contorno. Foram criados o Jockey Club Brasileiro, o Jardim de Alah e a Sede Esportiva do Clube Naval na Ilha do Piraquê.

A Seção Esportiva do Clube Naval foi criada em 1936 em 1937 foram eleitos os seus primeiros dirigentes: Presidente Joaquim Novais Castelo Branco, Secretário Benvindo Taques Horta e Tesoureiro Levy Araujo de Paiva Meira. Em 1937, o presidente encaminhou um Memorial ao Presidente da República: “Accentuando-se cada vez mais a necessidade de prover a Marinha de Guerra do Brasil de um centro de cultura physica e sports (…) Após longo trabalho na escolha do local, foi ventilada a ideia de ser aproveitada a ilha existente na Lagôa Rodrigo de Freitas, conhecida com o nome de “Piraquê”. Este local offerece a grande vantagem de poder reunir as installações dos sports terrestres e nauticos”. Em 1938 foi concedido ao Clube Naval o aforamento da Ilha do Piraquê.

As obras foram orçadas em cerca de 1.200 contos de réis. Foram eleitos para o bienio 1939-41 o Presidente Joaquim Novais Castelo Branco, o Secretário Francisco Vicente Bulcão Vianna e o Tesoureiro Adalberto de Barros Nunes.

Diretores ao longo da história do clube

  • 01º Joaquim Novaes Castelo Branco 1939-1941
  • 02º Átilla Monteiro Aché 1941-1943
  • 03º Átilla Monteiro Aché 1943-1945
  • 04º Átilla Monteiro Aché 1945-1947
  • 05º Waldemar de Araújo Motta 1947-1949
  • 06º Waldemar de Araújo Motta 1949-1951
  • 07º Waldemar de Sá Earp1951-1953
  • 08º João Baptista dos Santos1953-1955
  • 09º João Baptista dos Santos 1955-1957
  • 10º Sylvio Heck 1957-1959
  • 11º José da Silva Sá Earp 1959-1961
  • 12º Alberto José Carneiro de Mendonça 1961-1962
  • 13º Carlos Borba 1962-1963
  • 14º Carlos Borba 1963-1965
  • 15º Raphael Azevedo Branco 1965-1967
  • 16º Antônio Carlos da Costa 1967-1969
  • 17º Roberto Carlos do Valle Ferreira 1969-1971
  • 18º Roberto Carlos do Valle Ferreira 1971-1972
  • 19º Bianor de Medeiros Arcoverde 1972-1973
  • 20º Annibal Barcellos 1973-1975
  • 21º Annibal Barcellos 1975-1977
  • 22º Arnaldo Leite Pereira 1977-1979
  • 23º Mauro Angelo Maia 1979-1981
  • 24º Mauro Angelo Maia 1981-1981
  • 25º Celso Lucier Miranda Leal 1981-1983
  • 26º Olavo Manoel dos Reis Guimarães 1983-1984
  • 27º Luiz Fernando Portella Peixoto 1984-1985
  • 28º Heitor Wegmann da Silva 1985-1985
  • 29º Heitor Wegmann da Silva 1985-1987
  • 30º Heitor Wegmann da Silva 1987-1989
  • 31º Enrique Fontan Soto 1989-1991
  • 32º Jacob Ennes da Silva Filho 1991-1993
  • 33º Jacob Ennes da Silva Filho 1993-1995
  • 34º Carlos Buarque Viveiros da Silva 1995-1997
  • 35º Oscar Moreira da Silva 1997-1999
  • 36º Oscar Moreira da Silva 1999-2001
  • 37º Fernando Afonso Wanderley Prisco 2001-2001
  • 38º Oscar Moreira da Silva 2001-2003
  • 39º Paulo Frederico Soriano Dobbin 2003-2005
  • 40º Paulo Frederico Soriano Dobbin 2005-2007
  • 41º  Paulo Frederico Soriano Dobbin 2007-2009
  • 42º Paulo Frederico Soriano Dobbin 2009-2011
  • 43º Paulo Frederico Soriano Dobbin 2011-2013
  • 44º Jose Carlos Monteiro de Melo 2013-2015
  • 45º Jose Carlos Monteiro de Melo 2015-2017
  • 46º Jose Carlos Monteiro de Melo 2017-2019
  • 47º Jose Eduardo Monteiro 2019-2021